terça-feira, 19 de maio de 2015

Acasos Felizes - Jill Mansell



Lottie não consegue acreditar no que lhe está a acontecer. Quando se é adolescente e se está apaixonada por um rapaz completamente inadequado, espera-se que os pais levantem objeções. Mas Lottie já está na casa dos trinta, é uma mulher feita, e nunca imaginou que os filhos lhe pudessem fazer a vida negra por causa do seu novo namorado. Pois é, para eles, Tyler é o diabo em pessoa. O que há de ela fazer? Estará autorizada apenas a namorar homens que tenham a aprovação deles? Não terá já preocupações suficientes com o irresponsável do ex-marido a aprontar das suas? E, para piorar as coisas, entra em cena Seb, um homem charmoso que disputa as suas afeições e que as crianças adoram. Os sarilhos e toda uma série de acasos não parecem ter fim. Conseguirá o verdadeiro amor encontrar um caminho para o coração de Lottie?


Opinião:


De vez em quando gosto de ler Jill Mansell , porque simplesmente é pura diversão.
Todos os livros de Jill tem o dom da loucura, com temas que podiam ser dramaticas, a autora consegue dar sempre um tom feliz.
Com dialogos insanos e divertidos , a leitura deste livro é uma pitada de humor , que é tão bom.


A Árvore dos Segredos - Santa Montefiore


Um amor proibido nas Pampas argentinas. Numa apaixonante paisagem onde o Sol se põe em tons de fogo, a escritora inglesa Santa Montefiore escreve um épico de amor, desilusão e segundas oportunidades. No rancho de Santa Catalina, os irmãos Solanas vivem e crescem juntos. Quando Paco se apaixona por uma irlandesa, Anna Melody, tudo muda na família. A filha de ambos, Sofia, que cresceu à sombra do ombú na quente planície, vive um amor proibido que a obriga a deixar a terra que sempre amou. Uma saga familiar que nos leva de Inglaterra à Argentina, numa cuidada narrativa de emoções fortes com um inigualável odor a gardénias...


Opinião:

Absolutamente maravilhoso este livro.Sara Montefiore é uma contadora de estórias, perfeita nas suas descrições, consegui sentir toda a beleza das Pampa argentinas .E é excelente a descrever sentimentos e emoções que são a base deste livro comovente.
Este livro fez-me sentir todo o tipo de sentimentos, tocou-me profundamente.Uma saga familiar, com muitas alegrias ,tristeza, sacrifícios, amizade, ternura e muito amor.
Um livro que fala de amor, de amores improváveis, de amores proibidos, de como será possível amar e voltar a amar uma segunda vez, com a mesma intensidade.Amor pelos filhos, irmãos amigos pela terra que nos viu nascer.Um verdadeiro hino ao amor, e tão bem escrito, um livro que comove, que balança entre as lágrimas e a alegria.
Alguns livros sentem-se e é impossível descreve-los , e este livro é um desses, são especiais.
Um livro muito bonito e que aconselho a ler.


Água, Pedra , Coração - Will North


Will North, autor de Entre o Céu e a Montanha, já publicado pela Presença, apresenta neste novo romance uma história de amor que floresce entre duas almas solitárias, destruídas pelas relações familiares, doentias e abusivas, num calmo e paradisíaco recanto do litoral costeiro inglês, em Cornwall.
Andrew Stratton é arquitecto e professor na Universidade da Pensilvânia, e sente-se realizado, até ao dia em que a sua mulher o deixa. Profundamente ferido, acaba mais tarde por conhecer Nicola Rhys-Jones, uma artista plástica americana, também divorciada.
Pela linguagem e construção dos seus romances, Will North junta-se a Nicholas Sparks na forma de descrever o amor.

Opinião:

Um livro interessante, uma escrita simples e emotiva.
Andrew Stratton depois de um divorcio que o surpreendeu, resolve tentar mudar. Se antes sentia-se realizado com a sua vida de professor, e com a sua vida familiar, depois do divorcio e das duras palavras da sua  ex mulher sobre a sua maneira de viver, simples e sem objetivos, Andrew resolve fazer algo diferente,numa pequena vila costeira do litoral inglês.
Nicholas Rhys - Jones, uma mulher a quem a vida deixou feridas profundas, abusada em criança e mais tarde maltratada no casamento, encontrou refugio e uma paz relativa nesta vila inglesa.
Os dois vão encontrar-se e tentar retomar as suas vidas, junto com a amizade das pessoas e de uma pequena amiga especial.
Juntos irão enfrentar uma tempestade que ira comprometer a vida nesta vila, e que os ira fazer mudar, e esquecer toda a dor, as relações abusivas, e doentias , vivendo um terno amor.
O autor baseou-se num acontecimento verídico, que aconteceu nesta vila do litoral costeiro inglês ,Cornwall, quando uma tempestade violenta ameaçou  a vida das pessoas que ai habitavam. 
Confesso que apreciei o livro, mas não conseguiu prender me.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Uma Vez na Vida -Cathy Kelly

A loja Kenny’s, em Ardagh, é muito mais do que um espaço comercial, é o coração da vila onde vivem três mulheres cujas vidas estão prestes a mudar…
Ingrid Fitzgerald, apresentadora de televisão, viu o marido, David, o carismático proprietário da Kenny’s, entregar-se de alma e coração ao negócio da família, enquanto ela equilibrava admiravelmente a carreira e vida familiar. Agora que os filhos se preparam para abandonar o ninho, Ingrid descobre um segredo que abalará o seu mundo.
Natalie Flynn partilha um apartamento com a filha de Ingrid, Molly. Ao mesmo tempo que o amor desponta na sua vida, Natalie começa a colocar perguntas que nunca antes se atrevera a fazer sobre o seu passado. Irão elas ajudá-la a entender que é na verdade?
Charlie Fallon, entusiasta empregada da Kenny’s, adora o filho e o marido, mas a ,ãe parece determinada em arruinar-lhe a vida. Agora está na altura de, finalmente, lutar pela sua felicidade.
Star Bluestone é a única que as poderá ajudar quando as suas vidas estão prestes a mudar para sempre… Star, uma mulher com uma sabedoria muito especial, sabe por experiência própria que as coisas mais importantes da vida têm de ser estimadas e acarinhadas e que a oportunidade para se ser feliz surge apenas uma vez na vida…
Calorosa e envolvente, está é uma história sobre o amor, a amizade e os defeitos devastadores que os segredos do passado têm na vida de cada um.

Opinião:

Mais um livro maravilhoso e doce da autora.
Mais quatro personagens com história sofridas e interligando-se entre si.Vidas com dramas e alegrias, descritos de uma maneira suave pela autora.Os livros de Cathy Kelly transmitem-me serenidade, e este em especial, pois vem carregado com a magia da personagem Star.Por mais difícil e triste que seja os momentos da vida das pessoas que habitam na pequena Ardagh, existe sempre uma lição de vida especial, que nos faz pensar .É um romance realista, do que pode acontecer a qualquer momento a qualquer pessoa, e como conseguir a paz necessária para conseguir ultrapassar obstáculos que na vida podem surgir.
Muito bom.

O Meu Irmão - Afonso Reis Cabral


Com a morte dos pais, é preciso decidir com quem fica Miguel, o filho de 40 anos que nasceu com síndrome de Down. É então que o irmão – um professor universitário divorciado e misantropo – surpreende (e até certo ponto alivia) a família, chamando a si a grande responsabilidade. Tem apenas mais um ano do que Miguel, e a recordação do afecto e da cumplicidade que ambos partilharam na infância leva-o a acreditar que a nova situação acabará por resgatá-lo da aridez em que se transformou a sua vida e redimi-lo da culpa por tantos anos de afastamento. Porém, a chegada de Miguel traz problemas inesperados – e o maior de todos chama-se Luciana.
Numa casa de família, situada numa aldeia isolada do interior de Portugal, o leitor assistirá à rememoração da vida em comum destes dois irmãos, incluindo o estranho episódio que ameaçou de forma dramática o seu relacionamento.

O Meu Irmão, vencedor do Prémio LeYa 2014 por unanimidade, é um romance notável e de grande maturidade literária que, tratando o tema sensível da deficiência, nunca cede ao sentimentalismo, oferecendo-nos um retrato social objectivo e muitas vezes até impiedoso.


Opinião:

Estive quase para não ler este livro, não sou muito de ler literatura contemporânea portuguesa, e como tive uma experiência que não me agradou com o livro de Pedro Chagas Freitas, que decididamente não consegui ler mais que as primeiras páginas, fiquei com receio de ler O Meu Irmão.Mas a curiosidade foi superior, e desde que ganhou o prémio LeYa e sendo o autor tão jovem e falando sobre o Síndrome de Down resolvi arriscar e ainda bem que o fiz, pois adorei o livro.
Uma escrita riquíssima, em descrições realistas que prenderam-me do principio ao fim do livro.
Confesso que o li rapidamente passando de página em pagina sem nunca cansar-me de ler, uma narrativa dura mas realista tanto da sociedade portuguesa como da situação das pessoas que convivem com pessoas com deficiência.Adorei a narrativa do jovem autor .
Afonso Reis Cabral de certeza que irá ser um dos melhores escritores da actualidade, parabéns , e aconselho a ler pois terão uma surpresa assim como eu tive.

O Bicho da Seda - Robert Galbraith


Quando o escritor Owen Quine desaparece, a sua mulher contrata os serviços do detetive privado Cormoran Strike. De início pensa que o marido se ausentou por uns dias - como já acontecera anteriormente - e recorre a Strike para o encontrar e trazer de volta a casa.
No decorrer da investigação, torna-se claro que o desaparecimento do escritor esconde algo mais. Quine tinha acabado de escrever um romance onde caracterizava de forma perversa quase todas as pessoas que conhecia. Se o livro fosse publicado iria certamente arruinar algumas vidas - pelo que haveria várias pessoas interessadas em silenciá-lo.
E quando Quine é encontrado, brutalmente assassinado em circunstâncias estranhas, começa uma corrida contra o tempo para tentar perceber a motivação do cruel assassino, um assassino diferente de todos aqueles com quem Strike se tinha cruzado...
Um policial de leitura compulsiva com um enredo que não dá tréguas ao leitor, O Bicho-da-Seda é o segundo livro desta aclamada série protagonizada por Cormoran Strike e pela sua jovem e determinada assistente Robin Ellacott.


Opinião:

Continuo a apreciar a serie de Cormoran Strike. Mais um livro que conseguiu prender-me , com um assassinato cruel e descrito ao pormenor pela autora. Neste livro Cormoran vai dar mais protagonismo a Robin, na ajuda  para encontrar pistas para este crime.
Um bom policial, muito bem escrito pela autora que continua a surpreender-me com livros tão diferentes e s com temas tão diferentes do que inicialmente nos habitou.
Muito bom.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

O meu Dia Mundial do Livro




A ler neste dia


Leitura completamente diferentes mas que tem preenchido mais um dia em que nunca faltam uns momentos de leitura.

quarta-feira, 22 de abril de 2015